15 de outubro de 2012

Ricardo Coutinho reconhece esforço de Cássio e José Maranhão para conquista do canal Acauã-Araçagi. Veja!

O governador Ricardo Coutinho e o ministro da Integração Nacional assinaram a ordem de serviço para início do canal Acauã-Araçagi, uma das maiores obras hídricas financiadas pelo PAC e a maior obra hídrica dos últimos 30 anos da Paraíba, num investimento de quase R$ 1 bilhão.

Durante entrevista a imprensa, Ricardo Coutinho (PSB) reconheceu a importancia da obra e a iniciativa dos Governos Cássio e Maranhão que desde 2008 começaram a pensar nesse investimento para o Estado da Paraíba.

“Graças a Deus e ao esforço do Ministério da Integração Nacional da presidente Dilma e do Governo do estado, obra esta que começou a ser pensada desde 2008, continuou ser pensada em 2010, teve todos os passos dados e finalmente estamos dando a ordem de serviço agora”, destacou.

A solenidade se realizou no canteiro de obras instalado às margens da PB-066, entre as cidades de Itabaiana e Mogeiro. O ministro Fernando Bezerra desembarcou no aeroporto Castro Pinto por volta das 9h30 e seguiu em helicoptero para o local da solenidade.

O governador Ricardo Coutinho destacou que as terras do Vale do Paraíba até o Brejo sempre foram as mais férteis da Paraíba e essa obra procura justamente resgatar e criar as condições de utilização dessas terras: “Para isso, com o sistema que vai captar água no Açude Acauã e conduzi-la por 112 km de canal será possível irrigar 15.700 hectares para a agricultura e para revitalizar a nossa pecuária”, pontuou o governador.

“Essa é uma obra que possibilita resolvermos duas questões: a irrigação de terras férteis e o abastecimento de água para o consumo humano. Essa obra será grande vetor de desenvolvimento da região”, destacou o governador, citando o papel desenvolvido pelos ex-governadores José Maranhão e Cássio Cunha Lima. O ministro Fernando Bezerra informou que esta é a primeira obra complementar à transposição de águas do Rio São Francisco iniciada no país e tem uma grande importância por beneficiar 36 municípios e uma população de 590 mil pessoas com água para o desenvolvimento humano. Fernando Bezerra destacou o trabalho do Governo do Estado, através da Secretaria de Recursos Hídricos, em um ano e oito meses, para viabilizar o início da obra.

Recursos garantidos – Segundo Fernando Bezerra, o Ministério liberou a primeira etapa no valor de R$ 36 milhões, que possibilitará levar a água de Acauã até Salgado de São Felix. Ele explicou que para conclusão desta etapa será liberado um total de R$ 135 milhões até julho do próximo ano. “Essa é uma obra que tem todo o carinho do ex-presidente Lula e prioridade da presidente Dilma Rousseff, que assegurou que não faltarão recursos para a transposição de bacias e as obras complementares como a Acauã-Araçagi, adutora do Agreste em Pernambuco e Cinturão das Águas no Ceará”, completou.

O início da obra enche de esperança os agricultores que têm dificuldades no acesso a água para irrigação. Um deles é o seu Severino Isidro, de Salgado de São Felix, que agradeceu a iniciativa do governo para resolver o problema da escassez de água: “Peço as bênçãos de Deus para que a obra seja feita para oferecer aquilo que a gente mais precisa, água e irrigação, porque força para executar o trabalho já temos”.

O canal da Vertente Litorânea – O projeto do canal Acauã Aracagi, que tem previsão de conclusão no final de 2014, envolve a construção de 112 km de canal, em seis etapas formadas por túneis, adutoras e canais. Beneficiará diretamente cerca de 500 mil habitantes do estado. O canal foi projetado para uma vazão total de 10m³/s.

Serão contemplados diretamente os municípios de Itatuba, Ingá, Mogeiro, Itabaiana, São José dos Ramos, Sobrado, Riachão do Poço, Sapé, Marí, Cuité do Manguape, Araçagi, Itapororocae Curral de Cima. Outras 23 cidades serão indiretamente favorecidas.

A obra, que vai gerar quase 2 mil empregos gerando renda na região, integra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) sendo uma ação complementar ao Eixo Leste, do Projeto de Integração do Rio São Francisco. Com isso, o canal – que envolverá as bacias dos rios Paraíba, Gurinhém, Miriri, São Salvador, Mamanguape, Araçagi e Camaratuba – vai ampliar a chegada de água do rio São Francisco para o litoral e o agreste da Paraíba.

“É muito importante estarmos nesta manhã de segunda-feira ao lado do governador Ricardo Coutinho para assinalar o início desse empreendimento”, completou o ministro.

A solenidade também contou com as presenças do vice-governador Rômulo Gouveia, os deputados estaduais João Gonçalves, Eva Gouveia e José Aldemir, deputados federais Damião Feliciano e Efraim Filho, os secretários de Estado João Azevedo (Recursos Hídricos), Ricardo Barbosa (PAC), Efraim Morais (Infraestrutura) e Gustavo Nogueira (Planejamento e Gestão).


PB Agora com Secom | Edição Matureia1.com