5 de janeiro de 2012

Presidente da Câmara de Patos agride verbalmente gerente regional do Orçamento Democrático em Patos

O presidente da Câmara Municipal de Patos, vereador Marcos Eduardo, iniciou seu discurso na noite desta quarta-feira (04) na sessão extraordinária sobre a desafetação e posterior leilão do imóvel e terreno no prédio que funciona atualmente o Centro Administrativo, reafirmando seu voto favorável a aprovação do Projeto de autoria do Executivo Municipal.

Porém, quando todos esperavam pela justificativa do presidente em relação a sua opinião favorável a venda dos imóveis, ele acabou desvirtuando o assunto e denegrindo verbalmente o jornalista e gerente regional do Orçamento Democrático da 6ª região de Patos, jornalista Wendell Oliveira.

O presidente utilizou a iniciativa de começar falando em seu discurso sobre o assunto do Projeto em pauta talvez para não levantar suspeitas de que sua participação na Tribuna da casa teria outra direção, atingir verbalmente o jornalista.

Conforme as informações de Wendell a ira do presidente aconteceu por causa de uma Charge publicada por ele em seu FACEBOOK, com algumas colocações sobre as sessões extraordinárias em forma de humor, dentre as quais uma delas leva as imagens da vereadora Maria José Soares Venâncio (Peteca) e a esposa de Marcos conhecida apenas pelo pseudônimo "Tide". A iniciativa do jornalista, em suas publicações, mexeu com o calo do presidente que literalmente lhe ridicularizou perante as pessoas que sabiam para quem seria a repreensão.

Wendell disse que ficou surpreso com a fúria de Eduardo e mais ainda quando descobriu que as insinuações eram direcionadas a ele e envolvia o nome do seu pai, Antônio Roque da Silva, conhecido por "tuba". Disse que as acusações são graves e lamenta o fato de Eduardo não ter dado "nomes aos bois". Ele não descartou, mesmo assim, uma ação na justiça contra o presidente.

O que foi mais interessante para todos foi à deturpação de Marcos em suas declarações contra o jornalista e sem encerrar o primeiro raciocínio acabou fazendo duras críticas ao ex-prefeito de Patos Dinaldo Medeiros Wanderley.

Mario Frade | Edição Maturéia1