31 de janeiro de 2012

Hoje Comemora-se o Dia do Magico 'Profissão em alta no Brasil', Veja alguns Tipos de Mágicos.

No dia 31 de janeiro é comemorado o dia do mágico, esse profissional é capaz de criar ilusões, levando encantamento e fascinação às pessoas, exercendo um conjunto de técnicas que demonstram um controle oculto.

Essa definição esclarece porque o Brasil é campeão em contratação de mágicos. Você já parou para analisar que no dia a dia nós brasileiros estamos em contato com mágicos, sendo estes de diversas categorias e funções? Estão sempre demonstrando um controle oculto difícil de descobrir.
VEJAMOS ALGUNS TIPOS DE MÁGICOS:

Mágicos políticosSão eleitos pelo povo afim de defender as necessidades da população segundo as leis, mas quando vamos a procura deles quase sempre não conseguimos encontrá-los.

Mágicos paternos e maternosMatricula seus filhos na escola e só aparecem no final do ano para saberem se eles foram aprovados ou não. Isso quando aparecem, pois quando a mágica dá errado, nunca mais voltam.

Mágicos telefônicos: Esse é mais comum e pode-se encontrar em diversas empresas. É muito fácil identicá-los afinal, quase nunca conseguimos encontrá-los. Quando ligamos para alguma empresa precisando de informações de algo o sistema pede para esperarmos que alguém vai nos atender, e cadê esse alguém? A ligação cai e ele nunca vem! Esse merece o prêmio de melhor mágico, pois consegue desaparecer antes de aparecer! 

Mágicos artistasImagem a cena de uma aglomeração de fãs em um hotel a espera de seu artista favorito, mas quando se menos espera ele(a) já tem saído do local por outra saída, que consideração hein! Esses tipos de mágicos até que estão ficando em extinção, pois estão percebendo que se continuarem com essa prática correm o risco de perder o emprego! 

Esses são apenas alguns dos diversos mágicos existentes no Brasil. Então agora tenha mais cuidado em seu dia a dia, afinal, você pode estar bem próximo de algum "mágico" e não perceber.


PARABÉNS para os verdadeiros mágicos de nosso Brasil!


Texto de Williams SilvaEdição Maturéia1