18 de janeiro de 2012

Eleição em Uiraúna Será Paga com Dinheiro da Prefeita Cassada, A Data será Fixada pelo TREPB

A prefeita de Uiraúna, Glória Geane (PSDB), deverá arcar com as despesas da eleição suplementar que será realizada no município, em data a ser fixada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. A gestora teve o mandato cassado por decisão unânime da Corte eleitoral. Uma nova eleição foi determinada pelos membros do TRE-PB.

Um convênio firmado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com a Advocacia-Geral da União (AGU) prevê que os gastos com as eleições suplementares serão de responsabilidade do político que teve o mandato cassado.

De acordo com levantamento feito pelo TSE, a União já gastou cerca de R$ 6 milhões com os pleitos suplementares desde 2004, sendo que quase metade deste valor foi gasto em 2010 e 2011.

A remessa das informações sobre eleições suplementares convocadas em razão de cassações de políticos eleitos, por práticas de abuso de poder econômico, político ou compra de votos, permitirá que a Advocacia-Geral da União (AGU) possa ingressar com ações cobrando dos políticos os custos das eleições que provocaram.

JP OnLine | Edição Maturéia1